289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
Os Bombeiros Municipais de Olhão viram as suas remunerações atualizadas pela Autarquia no passado mês de janeiro. Uma melhoria que só se previa estar concluída no início de 2025, mas que o Município decidiu antecipar, valorizando assim o empenho destes profissionais.

2022-011-aumentos-salariais-bmo-01

O edil olhanense, António Miguel Pina, destaca que “a Câmara Municipal fez em três anos o que a lei previa que fosse feito em cinco, estando assim completa a justa e merecida atualização das remunerações destes profissionais altamente especializados”.

Adianta ainda o autarca que este esforço financeiro reflete a “incessante preocupação do Executivo com a valorização dos seus recursos humanos. Após vários anos a auferir o salário mínimo, os bombeiros profissionais de Olhão viram no início deste ano as suas legítimas expetativas serem correspondidas”, destaca António Miguel Pina.

Recorde-se que, em 2019, a alteração preconizada ao regime jurídico dos bombeiros profissionais da administração local aproximou o estatuto jurídico dos bombeiros municipais ao dos bombeiros sapadores, tanto em termos remuneratórios, como no que respeita às regras de promoção e de progressão na carreira.

Especificamente em relação às remunerações dos bombeiros profissionais, os trabalhadores na base da carreira passaram do salário mínimo nacional (na época de cerca de €635,00) para €952,41.

Apesar de o prazo estabelecido para que essa alteração de posicionamento remuneratório fosse concluída a 1 de janeiro 2025, com atualizações anuais de, pelo menos, 15% da diferença entre a remuneração resultante da alteração de categoria e a remuneração correspondente à categoria que detêm, o Município de Olhão antecipou essa transição. Assim, em 2020 procedeu prontamente ao aumento de 30% do valor, em 2021 de mais 45% e, em janeiro de 2022, dos 25% que faltavam.

2022-011-aumentos-salariais-bmo-02